Rondônia, 19 de outubro de 2017

Mas afinal, o que é Inteligência Artificial? E o que é ela capaz de fazer para o advogado?

A Inteligência Artificial trata como os computadores podem melhorar com utilização de algoritmos diferentes, quando inserimos mais dados. Tais máquinas aprendem reconhecendo tendências nos dados, o que permite que sejam programadas para apresentar ou tomar certas providências.  Atualmente, as máquinas e robôs podem ser ensinados e agir de várias formas distintas, utilizando-se de alguns dos sentidos que até então eram considerados como uma exclusividade da inteligência humana, dentre eles podemos citar a visão por computador, processamento de linguagem natural, computação “afetiva”, GPUs, e computação cognitiva. Nos próximos parágrafos irei descrever de forma bastante simples cada uma destas tecnologias e citar algumas de suas aplicações.

A Visão por computador, que é a tecnologia capaz de permitir que uma máquina enxergue, identifique uma imagem e reaja através de padrões e programações pré-definidas, já é utilizada com muita frequência em industrias, videogames e está sendo programada para os carros autônomos.

A Linguagem natural, estuda como fazer para gerar e compreender a linguagem humana e ser capaz de Informar, Perguntar, Pedir, Responder, Mandar ou Prometer. De forma geral, convertem informação armazenada em máquinas em linguagem compreensível ao ser humano. Também utilizada com certa frequência em grandes e médias empresas como comércio, serviços, bancos e presente em nosso dia-dia através de assistentes virtuais, gerenciamento de e-mails, chat intuitivo, respostas predefinidas e respostas automáticas, dentre outras.

A Computação Cognitiva, utiliza a inteligência artificial de modo a reconhecer padrões previamente inseridos para auto aprendizado por meio da linguagem natural e com o objetivo de tomar decisões em situações complexas capazes de fornecer informações que ajudem o usuário a decidir por algo. Muito utilizada para relacionamento com o cliente e na medicina baseada em evidências, pois é capaz de analisar milhares de hipóteses e gerar recomendações que auxiliam na tomada de decisão.

A computação Afetiva, talvez uma das menos difundidas, mais fascinantes e ao mesmo tempo mais assustadora; através de aprendizagem profunda, é capaz de identificar, analisar e responder a padrões de comportamento visual ou auditivo de humanos, seja para entender um usuário humano ou para influenciá-lo emocionalmente. Utilizando uma webcam padrão ou a câmera de um celular, uma empresa americana já comercializa ferramentas que prometem através de análises de emoção, obter dados dos traços psicológicos dos clientes com qualidade para criar os melhores anúncios, o conteúdo mais envolvente e alocar recursos de mídia de forma inteligente.

Agora, pense o que estas ferramentas integradas ou não, poderiam fazer no ramo do direito. Imagine uma ferramenta de computação afetiva que auxilia o advogado criminalista a selecionar os melhores jurados ou descartar os piores para o caso concreto; um advogado trabalhista que utiliza a ferramenta para identificar o melhor momento para fechar um acordo ou então, ao se integrar com a computação cognitiva e linguagem natural, poderia fazer chamadas automáticas para os devedores e identificar o momento certo para chamar um consultor para fechar o melhor acordo; atendimento automático e personalizado dos cliente através de telefone, e-mail ou redes sociais. As possibilidades são inúmeras e os ganhos de produtividade também.

Do exposto, vimos que é evidente que a inteligência artificial traz benefícios quase mágicos para a humanidade, já para as empresas que saírem na frente com a implantação de ferramentas de IA, o diferencial da produtividade, marketing, redução de custos e lucratividade serão fantásticos.

OBS. Tenha sempre em mente que uma empresa de tecnologia irá sempre tentar vender o produto ou conhecimento que ela disponha no momento, então, para uma mudança com gastos monetários elevados e esforço de trabalho grande, conte com o auxílio de um consultor especializado, isto fará você economizar tempo, dinheiro e evitar muitas dores de cabeça.
Se você gostou do artigo, por favor, dê uma curtida, comente ou compartilhe, desta forma terei mais motivação para aprofundar mais no tema e criar outros artigos melhores.
Grato.

Peronne Jorge Filho
Consultor especialista em Marketing e TI.
Na Radar – Gestão para Advogados.

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade


Últimas Notícias

Publicidade


SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES