Rondônia, 21 de Fevereiro de 2018

Projetos de saúde e bem-estar de servidores e magistrados serão priorizados

A promoção da saúde e do bem-estar de servidores e magistrados é uma preocupação da nova gestão do Tribunal de Justiça de Rondônia, por isso o presidente da instituição, desembargador Walter Waltenberg, convocou o secretário de gestão de pessoas, Jean Carlo Silva dos Santos, e o diretor do departamento de saúde, Alex Castiel Barbosa, para uma reunião, na qual foram apresentados os projetos voltados para essa área.

Alguns deles, durante a priorização, deixaram de ter recursos assegurados, situação que o presidente quer reverter justamente por considerar essencial para o bom andamento das demais atividades do TJRO. “Primeiro temos de cuidar das pessoas”, destacou.

Em razão disso será feito um esforço no sentido de buscar esses recursos, a fim de retomar atividades essenciais para garantir a vida plena e saudável. A ideia é promover momentos de confraternização, fazer com que todos tenham contato com os profissionais de saúde do Tribunal, estimulando assim a busca por hábitos saudáveis, com redução de índices importantes para saúde como colesterol, glicemia e outras taxas.

“Essas ações terão o envolvimento direto da direção do TJRO”, confirmou Waltenberg. “Presidente, vice e corregedor participarão das atividades, a exemplo da caminhada que pretendemos promover como largada dessa maratona de ações”, concluiu o presidente.

Ainda sem data para acontecer, a caminhada será estimulada, inclusive com dispensa do expediente de trabalho, provavelmente numa sexta-feira, como forma de incentivar a participação de servidores e magistrados. A atividade, segundo o presidente, será estendida para as comarcas do interior do Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade

Mais Lidas

SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES